Pornografia: uma prostituta… Dentro da sua casa

Eita Mocidade

Imagine vc, irmazinha, preparando o jantar. Seu marido está na sala, aparentemente assistindo o jornal. Seu filho aparentemente está no quarto, estudando ou se divertindo em mais um joguinho de computador. Sua filha, aparentemente no celular, batendo papo com as amigas…

Ou talvez não.

Não sou daqueles que são contra qualquer tipo de avanço tecnológico, mas é inegavel que entre tantos benefícios, a evolução dos computadores trouxe a pior das pragas que podem invadir uma família: o livre acesso a pornografia.

Antigamente (há 20 ou 30 anos), conseguir acesso a material pornográfico era algo para “os fortes”: juntar algum dinheiro, ir a alguma banca, pedir uma revista pornografica, torcer para o vendedor não encrencar com vc se vc for menor de idade, ou então tentar emprestar do amigo da escola, da rua. Ainda tinha o trabalho de levar isso pra casa e esconder em um lugar seguro, longe dos olhos…

Ver o post original 243 mais palavras

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s